12 de nov de 2017

Resenha: Fraldas que uso no Edu

Vamos tirar a poeira daqui né gente!

Eba, Hoje trago a primeira resenha do blog. 


Vou compartilhar minha opinião sobre as fraldas descartáveis que usei e estou usando no Edu para ajudar AZAMIGAS mamães...


Quando fiz o convite do chá de fraldas eu sabia que havia mais de um tipo de marca,só que como não tinha experiência no assunto,não sabia qual marca era melhor. Optei em não estipular uma determinada marca,escolhi apenas os tamanhos,e as marcas ficariam a critério dos convidados. Me orientaram a não pedir muitas do tamanho RN e P pois se perderia mais rápido,então pedi a maioria nos tamanhos M e G. Aí o Edu nasceu miudinho e usa P até hoje com quase 2 meses.

Ganhei muitas marcas boas da Pampers, Huggies, Personal entre outras.Hoje vou falar especificamente das marcas Huggies 100 primeiros dias,Huggies P, Baby Sec galinha pintadinha,bumbum,Hanna,Pampers pacote vermelho e Personal.

Então, a resenha de hoje é sobre as fraldas descartáveis de tamanho recém-nascido (RN) e P. Já adianto que o Edu não teve alergia a nenhuma das marcas que usei nele.

Começamos com a Huggies 100 primeiros dias que foi a única RN que pedi no chá de fraldas rsrs. Essa fralda realmente é maravilhosa e tem um toque super gostoso. Ela se ajusta bem ao corpinho do bebê, e é muito confiável! rs.. Sem vazamentos. A parte interna, composta por pequenas bolinhas de algodão na cor azul, que absorvem muito bem.O tamanho RN da Huggies 100 Primeiros dias é indicado para bebês de até 4kg, Edu está chegando nesse peso agora,porém optei por passar para o tamanho P

Depois que essa da Huggies acabou passei a usar dessa mesma marca no tamanho P do pacote azul. E também achei que cumpre com seu papel e não tivemos 'acidentes' por aqui. 

- HANNAS e BUMBUM:Ambas eu não conhecia a marca e confesso que usei só por usar. Elas são totalmente diferentes das marcas mais conhecidas.Foram as únicas que eu não gostei,vazaram horrores e não aguentaram nem duas horas de xixi.E muitas vezes o fecho que é de plástico se abria sozinho a medida que Edu se movimentava.

- BABYSEC GALINHA PINTADINHA: Não dava nada por essa fralda,só que me surpreendi de verdade. Ela é macia, toque aveludado, boa costura nas laterais e com elásticos de ajustes nas costas e fecho respirável abre e fecha.A fralda é perfumada (o cheiro é bom, parece de talco, mas não sei se seria um ponto positivo para bebês alérgicos), tem estampas que é uma gracinha e cumpre bem seu papel, principalmente quando o assunto é economia.Essa eu também ganhei no chá,mas pesquisando aqui onde moro o pacotão com 34 fraldas está saindo por 16,90 em média.Achei o tamanho dela bom, corresponde direito ao peso e pelo menos aqui em casa ganhou muitos votos de confiança.Super recomendo!

- PAMPERS SUPERSEC (Pacote Vermelho) Logo depois que a BabySec acabou comecei com essa. O que pude notar é que a modelagem das fraldas varia muito, muito mesmo, de marca para marca. Por isso é importante ficar de olho na indicação de peso de cada uma.Só que essa eu achei meio grande em comparação as que já tinha usado. Na hora que abri fiquei meio "preconceituosa" com ela, por causa do que as pessoas falavam. Mas sinceramente, eu amei.Ela absorve,e nunca vazou por aqui.Edu já ficou com ela por mais de 6 horas durante a noite e segurou bem. Só achei ela um pouquinho mais áspera que as outras mas acredito que seja por causa do gel.

- PERSONAL: Também não tenho o que reclamar.Deixa a pele do baby bem arejada. Tem estampas de coelhinhos bem fofinhos...Tem formato bem cavado, deixando as perninhas bem à vontade..Achei o tamanho menor que da Pampers e Huggies mais próxima do RN.Mas para o dia a dia é uma fralda que satisfaz, havendo apenas a necessidade de mais trocas por dia,mais não houve vazamentos.Edu inclusive dorme a noite super bem com ela.

Minha Avaliação final:

- Huggies 100 primeiros dias E Turma da Mônica = Ótima (Absorve bem, aguenta muitos xixis e não vaza)


- Pampers = Ótima (Absorve bem, aguenta muitos xixis e não vaza)

- Babysec galinha pintadinha = Muito boa (Absorve bem o xixi, aguenta muitos xixis e não vaza) a melhor em relação custo benefício.

- Personal = Boa (Não absorve tão bem o xixi,mas segura bem)


- Hannas = Não recomendo


- Turma do Bumbum = Péssima 


Beijos 

Luh 

24 de out de 2017

MINHA Recuperação Pós Parto

Gente, gente, gente! Cadê a vida desse blog? Cadê os posts diários? Cadê a blogueira cheia de vontade de postar?Cadê? Espero que agora, definitivamente, ela esteja aqui.Agora Vai (será?)!

Tô voltando,com passos de formiga,mais tô voltando :)
Edu já fez um mês,como passou rápido né? Tempo vai com calma que eu quero curtir meu pequeno muitoooooo ainda!!! É inevitável que as mudanças foram bruscas e aí a vida vem sendo muito doida!

Tem muita gente me perguntando no instagram sobre como foi a minha cesárea a recuperação pós parto,já que tive a barriga aberta duas vezes,então, decidi fazer esse post para vocês. 


Pra quem pensa que a cesárea é o caminho mais fácil, apenas imagine como é ter um corte enorme na sua barriga e você tem a sensação de que o corte vai abrir a qualquer momento e seus órgãos vitais vão escapar...É assim que você realmente fica algumas horas depois de uma cesárea.Claro que no começo parece que está tudo bem, até que o efeito da anestesia passa!

A cirurgia foi bem tranquila!Te mechem de um lado para o outro, mas você não sente. É bem estranho, confesso! Mas totalmente indolor.O que não foi totalmente tranquilo na minha primeira experiência foram os primeiros dias pós parto (três dias péssimos no hospital, e mais dois ruins em casa, mas depois passou). Eu tive MUITOS gases, tanto na primeira quanto na segunda cirurgia.Eu não conseguia caminhar pelos corredores do hospital, não conseguia levantar e deitar na cama sozinha, não conseguia ir no banheiro sozinha. Não foi legal!

Após o parto, fiquei deitada na cama só passando a mão na minha barriga,porque ainda não tinha coragem de olhar e ver como que tava,mais a sensação logo de imediato,é de que parecia ter desaparecido a barriga.Ao tocar a sensação era estranha,como se ela não fizesse parte do meu corpo e do umbigo pra baixo tava tudo mole,parecendo uma almofadinha e era como se não tivesse sentindo nada.

Ao levantar é que a realidade te pega! Aí que você nota que a barriga está diferente,molenga,inchada.Você fica achando que terá que usar vestidos para sempre porque só a ideia de alguma coisa encostando na sua cicatriz já te dá calafrios.

Não consegui colocar a cinta nesse primeiro mês pós parto porque estava com o abdome muito inchado,só agora que decidi usar.Gente, como eu sofri com essa bendita!!!Muito difícil de colocar,aperta,incomoda e dependendo da posição até machuca,e não consigo ficar com ela o dia todo(no máximo umas 4 horas).Comprei um modelo que é uma calcinha que continua com a cinta e diga-se de passagem bem carinha(passou de R$ 50,00 já é caro pra mim)tem zíper além dos fechos.e com esse calor eu transpiro muito com ela e falando sério,espero que faça algum efeito.Minha barriga não está flácida,porém está com aquela pochetizinha que incomoda sim,mas estou bem e tudo está fluindo melhor do que eu poderia imaginar.

Com uns 15 dias após o nascimento do Edu já me sentia ótima para cozinhar,tomar banho tranquila e até dar uma saidinha.Hoje, com 30 dias posso caminhar, me abaixo e me levanto sem dificuldades(estou me contendo e me policiando para esperar pelo menos a quarentena)Minha cicatrização está excelente.Então, o meu balanço geral é que a minha recuperação foi e vem sendo muitoooooooooooo boa!

Até a próxima

Beijos
Luh 

16 de out de 2017

Relato de parto cesárea | 39 + 2

Olá pessoal

Hoje vou contar pra vocês minha experiência do parto cesário.



Sempre acreditei que toda a mulher nasceu para gerar e parir um filho naturalmente. Na minha época de tentante, já coloquei como principal, (fora a saúde do meu bebê é claro), o parto natural, quando engravidasse... Assim como você eu também procurei na internet de cabo a rabo afim de encontrar relatos de partos..Li vários(normal e cesárea)Nunca passou pela minha cabeça uma cesárea,e confesso que até tinha um certo preconceito.Meu médico que fez o pré natal demorou um pouco para falar de parto,e quando falou,me jogou o balde de água fria que eu não esperava. Devido ao mioma + Edu estava sentandinho, meu parto teria que ser por cesárea.

Depois de ser "avisada" sobre o tipo de parto,continuei na esperança de pelo menos poder entrar em trabalho de parto... Ter a bolsa estourada,sentir contrações... Enfim... Veio outro balde de água fria... O parto seria de cesárea agendada,pois queríamos muito que meu médico que nos acompanhou em todo o pré natal fizesse o parto também.

Bom enfim, eu tive meu bebe com 39 semanas + 2 de gestação no dia 23/09/17 ás 8:30 da manhã de um sábado.Meu bebê nasceu com 2650kg e 42 cm

O parto cesárea é bom em termos, o bebe nasce tranquilo sem esforço, o problema maior é o pós parto. O corte dói sim, você precisa de ajuda para levantar da cama,ir ao banheiro,pegar o bebe, demora muito pra cicatrizar internamente.Isso sem falar naquela raqui, muitas disseram que não dói, mas doeu sim. Aquela sensação de dormência que a gente fica também é ruim, você não sente a hora do corte,nem a bagunça toda que os médicos fazem para tirar o bebe.Eu senti uma pressão como se estivessem empurrando alguma coisa dentro da barriga.Meu marido que acompanhou o parto disse que é horrível,eles enfiam a mão dentro da sua barriga para tirar o bebe,na hora que eles fazem a limpeza ele saiu fora kkk

Eu não senti nenhuma dor, só medo.Quando vi meu filho pela primeira vez foi um misto de sentimentos inexplicáveis,Parecia que eu também estava renascendo.A pediatra que acompanhou o parto trouxe ele pra mim,e eu pude dar uns beijinhos nele,papai que teve o privilégio de carregar ele nos braços e tirar muitas fotos,rsrs... Depois levaram ele embora e o médico fica lá um bom tempo finalizando a cesárea,tudo acontece muito rápido.Eu já fui levada direto para quarto,e no caminho do bloco cirúrgico para o quarto,me trouxeram meu filho e nós chegamos juntinhos no quarto,onde o papai já nos aguardava.

A anestesia demora um pouco para passar o efeito,aos poucos você começa a sentir os movimentos voltando.Não senti frio nem tremedeira como é de costume pelo efeito colateral da anestesia,muito pelo contrário,senti um calor que queria tirar a coberta que colocaram em mim,aí me lembrei que da cintura pra baixo estava completamente sem nada hahaha... Minha cicatriz está ficando boa,levando em consideração que tiveram que abrir duas vezes(Expliquei o porque no post anterior) não infeccionou graças a Deus,e no corte não senti dor, recebia medicamento de hora em hora para evitar a dor, além de medicamentos que ajudavam a eliminar os gases.Na primeira vez que fui ao banheiro, fiquei morrendo de medo de abrir o corte.Até pra tomar banho dá medo, tem que andar bem devagar,aliás... meu maior medo era de arrebentar os pontos.

Levei calcinhas de cintura alta e foi a melhor coisa,pois não pegavam no corte e eu me sentia mais confortável.Ainda não consegui usar cinta,mais algumas calcinhas que comprei tem uma certa compressão e ajuda a segurar a pancinha... Não tive aquela sensação de que os órgãos estão soltos,como muitas dizem ter,só um leve incomodo quando me levantava.


É isso meninas,aos poucos vou voltando e contando tudo pra vocês!

Beijos 

Luh 

6 de out de 2017

Edu nasceu + susto no pós parto

Olá meninas!!

Estive sumida por um bom tempo né?Mais agora estou de volta e vou atualizar vocês dos últimos acontecimentos.

Para quem me acompanha lá no IG já sabe da notícia mais linda da minha vida... EDU NASCEU minha gente!!!No dia 23/09 ás 08:30 da manhã minha vida mudou lindamente!de 39 semanas,foi de cesárea,pesando 2.650 kg com 45 cm de muita saúde.....Ele nasceu miudinho como já esperávamos,mais com um choro potente pra avisar a maternidade toda que ele chegou chegando rsrs.

Sobre o meu parto ?! Bom,foi super tranquilo,embora eu estivesse totalmente tensa,afinal era a primeira vez que entro em bloco cirúrgico. Tudo era uma mistura de medo,nervosismo e ansiedade.Meu obstetra que fez todo meu pré- natal que fez o parto.Cheguei no hospital por volta de 6:30hrs e logo me internaram, fui pra sala cirúrgica por volta das 8:00 e logo me preparam com o soro e a anestesia, confesso que pra pega a veia dói, mais só também. Me amarraram na mesa(agonia total) e logo chamaram meu marido que entrou todo empolgado e ficou ao meu lado.Logo começaram a cirurgia... Um silencio total na sala.Sentia um puxa puxa danado na barriga(outra agonia) meu marido com os olhos vidrados pra baixo,e em poucos minutos ouvi o choro do meu Príncipe foi a melhor sensação do mundo pra mim!! Levaram ele para outra sala,meu marido também saiu e o procedimento continuou.Eu fui pro quarto era 9:00h e no trajeto entre o bloco cirúrgico e a enfermaria da maternidade me entregaram o Edu nos braços.As enfermeiras todas falando que ele era lindo.

Quando a anestesia passou confesso que senti um pouco de dor .Doia principalmente para levantar,fazer xixi e me mexer. Amamentar é um assunto para o próximo post,mais já adianto que não foi um bicho de sete cabeças que eu imaginava,pelo menos até agora.Ele teve uma excelente pega já na primeira vez que levaram ele para meu peito.Tive pouco colostro que demorou a descer.Como Edu nasceu um pouco abaixo do peso da média,a glicemia dele estava baixa,por isso tiveram que dar complemento pra ele pra poder aumentar.O leite desceu 6 dias depois.

Tivemos alta na segunda 25/09 fomos pra casa e tudo estava indo bem.Sentia dores que achava ser normal do pós parto. Na terça começou uma dor estranha no pé da barriga,na verdade era como se fosse uma queimação,e o local estava bastante duro e inchado.Comecei a achar estranho aquilo,mas estava tão preocupada com o fato do Edu não estar mamando direito porque tinha pouco colostro.que deixei pra lá.Na quarta a tarde o bicho pegou...A queimação aumentou tanto que chorei de dor.Fiz um pouco de massagem e aliviou um pouco.A noite,após dar de mamar que começou o pesadelo.....

A dor só aumentava e nada aliviava. Tentei de tudo,o remédio que o médico passou ,massagem,banho quente e nada... Chorava de dor e andava curvada.Pedi meu marido pra me levar na emergencia do hospital,pois aquilo já estava ficando insuportável.

Fui atendida pelo médico plantonista que me passou remédios para dor e me colocou em observação até o dia seguinte,onde seriam feitos alguns exames.Passei a madrugada toda com dor,póis os remedios faziam pouco efeito,logo a dor voltava.

Já na quinta de manhã,me levaram pra fazer exame de sangue,urina e uma ultrassom. e jejum absoluto. Foi na ultra que escutei a palavra HEMATOMA DE PAREDE ABDOMINAL. Comecei a ficar preocupada.O caso era mais sério do que pensava,e já começaram a falar de internação.Meu marido tinha voltado a trabalhar(a licença dele tinha acabado no dia anterior) e não podia ficar comigo... Minha mãe grudada no meu filho,e tentava amenizar as coisas.Me dava ele para amamentar o tempo todo.

Voltei pra observação a tarde a médica me explicou do que se tratava e que era preciso abrir novamente minha barriga. OI? Com 6 dias de uma cesárea,iriam me operar de novo? Fiquei absolutamente apavorada e só penava no meu filho. Na quinta, as 18:00 horas estava eu entrando no bloco cirúrgico novamente.

Foi igual a cesárea mesmo. Fiquei acordada o tempo todo e sentia todos os movimentos,e ouvia tudo que as médicas falavam e só aumentava meu medo.Durante a cirurgia recebia duas transfusões de sangue.E pensava... estou morrendo.

Quando tudo acabou,fui para o quarto e lá já estavam minha mãe,minha sogra e meu marido,todos incrédulos com tudo o que tinha acontecido.Estava fraca e sob o efeito da anestesia e com muito sono. Colocaram dois drenos acima do meu corte para que drenasse o sangue que ficou. Enfim,,, fiquei internada 7 dias,durante esse tempo,recebia remédio na véia,tive anemia e tomei mais duas bolsas de sangue... Tive alta ontem graças a Deus e agora está tudo bem. 

Agora,estou curtindo a maternidade.Não sinto dor,sinto apenas o local onde estavam os drenos doloridos,O corte da cesárea não sinto. 

Edu é super bonzinho.Mama super bem,dorme praticamente a noite toda,só acorda pra mamar e volta a dormir. Meu marido está sendo um anjo,se desdobrou pra cuidar de mim e do Edu enquanto estava internada. Levou ele no pediatra,no exame do olhinho e do pezinho. 

Enfim... Foi um tremendo susto,mais tudo acabou bem!Volto para falar sobre o parto e amamentação ;) 

Beijos 
Luh 

4 de set de 2017

Minha licença maternidade

Oi Gente! Sumida como estou, quero começar esse post explicando minha ausência… estou sem computador. Os dois que tenho resolveram pifar ao mesmo tempo... E talvez ainda fique uns dias sem, porque tá salgado o valor pra consertar… de qualquer forma, tentarei postar pelo celular,embora seja mais complicado. Mais pelo sim ou pelo nao,me segue la no insta so pra vocês ficarem atentas ao nascimento do Edu... Sim,ele chega esse mês!!!!!:)

E falando em nascimento,vamos falar sobre minha licença maternidade...

Bom,como sabem, tenho minha própria empresa e pago a guia todo mês,sendo assim,descobri que eu tenho direito como contribuinte facultativa a receber o salário maternidade. No meu caso, agendei uma perícia pelo site da previdencia que foi agendada para o mes que vem,onde terei que apresentar a certidão de nascimento do bebê, pra receber por 120 dias (4 meses) o benefício calculado por eles, de acordo com critérios da Previdência. .

Como fiz?

Antes de mais nada, pesquisei sobre o assunto e descobri que o requerimento pode ser feito pelo próprio site da previdência. Quando a pessoa é empregada em uma empresa que dá 6 ou 7 meses de licença maternidade, é a própria empresa quem paga o salário, não tem nada a ver com a Previdência. Esse período de licença maternidade é escolha facultativa da própria empresa.

No requerimento é necessário informar o Número de Identificação do Trabalhador (NIT), PIS, PASEP ou CICI; nome completo da requerente, nome completo da mãe e data do nascimento na página de requerimento do Salário Maternidade.

Tenha paciência pois o site pode dar erro, demorar… Eu fui tentando um dia e desisti. No dia seguinte foi super rápido.  Seguindo, ao final, será solicitado que você escolha uma agência para levar pessoalmente.

Essa opção de "pedir pela internet” quando eu fiz só tinha como AGENDAR. Ou seja,a data para avaliação do meu requerimento foi agendada para o dia 6/11 ou seja, com certidão e um bebê recém nascido à tira colo na fila da Previdência:  Eu não curti muito, mais era a única que me restava.

Agora é aguardar o Edu nascer e depois ir a previdencia na data marcada e esperar pra ver o salario maternidade cai na conta ne rsrs

Pelos meus cálculos o benefício deve sair pra mim so em novembro,então ate lá me dei o direito de dar uma parada nas minhas atividades do cerimonial pra sossegar o faxo um pouco. Com quase 37 semanas,ja nao tenho mais fôlego pra mais nada.

Bom, por hoje é só meninas

15 de ago de 2017

Meu ensaio gestante

Depois de alguns tempos sem postar nada estou de volta pra compartilhar com vocês o ensaio que fiz recentemente e contar um pouco como está a gestação nesta reta final.

Ahh o ensaio de gestante!

Claro que eu não podia deixar de fazer fotos de grávida né!Acho que me arrependeria muito se não fizesse, é um momento único que merece ser registrado. Então,sábado passado eu fiz meu ensaio de gestante com 33 semanas.Tudo foi feito e pensado por mim.Make,figurino,tudinho... Tirar foto com marido não é fácil, não sei o de vocês, mas o meu não tem paciência pra ficar fazendo posse de mais de 10 minutos rsrs....

Não consigo nem descrever a emoção que foi fazer esse ensaio intimista com a nossa cara e do jeitinho que queríamos. A única dificuldade que tive foi na hora de escolher o local,foi mais de um mês pra definir onde iríamos tirar a foto.Depois do local e data escolhidos eis que o dia amanhece nublado e frio :( mesmo assim decidimos fazer e para nossa surpresa o sol abriu lindo e belo! :)

Pra começar,escolhemos um lugarzinho bem bucólico com uma igreja bem lindinha e depois fomos para outro lugar com cachoeira... imaginam eu aqui barrigudona, com 33 semanas, andando igual uma pata, quase 10 quilos ou mais, caminhando em terra, pedras e trilha pra chegar na cachoeira....hahaha), mas deu tudo certo, e eu simplesmente amei o resultado!Claro que um profissional tem um olhar diferente, mas no fim eu gostei muito!


Bom,estamos na correria pra poder deixar tudo ajeitadinho pra chegada do Edu,e por isso minha ausência aqui do blog,mais vou tentar ao máximo vim aqui antes da chegada dele ta bom meninas! Aproveito o post de hoje para fazer um resumo de como foi minha primeira experiência com a gestação. 

Bom,essa semana entro nas 34 semanas e tive uma gestação muuuuuito tranquila.Tive quase zero enjoo (bem pouquinho mesmo e só lá no início que nem me incomodou), e não tive aquele sono louco que todas se queixam.Os incômodos que eu tive foi mesmo a inimizade com cheiros(principalmente quando abria a geladeira)sofri e ainda sofro com a vontade louca de fazer xixi toda hora, espinhas (muitas delas- horríveis), dores no seios.Até agora engordei aproximadamente 10 kg estou inchando bem pouco nas pernas e pés apenas se fico muito tempo em pé ou com sapato fechado,e o nariz está uma batatinha,mas o resto do corpo está normal,

Agora no inicio de agosto a barriga começou a pesar mais e andar e levantar fica muito difícil.Achar uma posição favorável pra dormir nem pensar... As costelas doem muito!!Por causa do peso tudo começou a doer,costas e principalmente do lado esquerdo da virilha. apenas aprendi a conviver com elas, que serão minhas “super parceiras” até o parto.

Edu ainda não virou,está sentadinho com o bumbum virado pra frente e segundo o médico,se ele não virar até as 36 semanas muito provável que ele não consiga mais se virar e encaixar de cabecinha pra baixo por falta de espaço(O mioma está bem em cima da cabecinha dele,mais sem perigo de machucar) Ele está pesando um pouco mais de 1k e 500 gr.E por falar em mioma,aparentemente ele diminuiu 1 cm.

Acho que é isso meninas

Volto em breve!

Beijos 
Luh 


26 de jul de 2017

A difícil escolha dos padrinhos de batismo

Escolher os padrinhos de batismo,ao meu ver, é um tema difícil e polêmico.Assim que anunciamos a gravidez para a família,logo veio a pergunta: 'Quem vocês vão escolher para padrinhos'?


Bom,eu e meu marido somos católicos,frequentamos a igreja ás vezes (bem ás vezes) e nosso compromisso é unicamente com Deus.Acho importantíssimo o bebê receber uma graça e ser apresentado à Deus.Para quem é de família católica,sabe a importância que tem esse cargo né? É a partir do batismo,que os padrinhos passam oficialmente a ser também responsáveis pela boa orientação religiosa e acompanhamento da vida da criança.

Recentemente virei madrinha do filho da minha prima,e desde então, aprendi e que aceito como verdade é que os padrinhos são substitutos dos pais.Devido à esta responsabilidade minha escolha está difícil... Como achar um casal que possa ser um exemplo para meu filho? E vamos combinar, geeeente, hoje em dia tá difícil!Aí começa o drama: quem escolher?

A escolha dos padrinhos para o Edu,para mim está sendo mais difícil do que quando escolhi os padrinhos do meu casamento!Primeiro,porque quero que estes sejam um exemplo para ele,e segundo,que possam participar da vida dele (da infância principalmente).Não é só batizar,ficar paparicando nos primeiros anos de vida e depois tchau,somi sem olhar pra trás, e isso está limitando minha escolha.

Já conversamos muito a respeito de quem escolheremos para batizar nosso pequeno,mais acaba que no final não definimos ninguém,porque as pessoas que pensamos já tem afilhados, as vezes não sei se será um abuso...Aí,Maridón deixou a tarefa para mim.Para ser sincera, não tenho pessoas a quem eu neste momento confio.Até agora,defini apenas quem será o padrinho,um amigo meu desde os tempos de solteira e que depois que me casei passou a ser amigo do maridón também.

Pensei nele como primeira escolha pois ele sempre foi o mais chegado e participativo do nosso círculo de amizade,tranquilo, sossegado,e sempre presente nas horas boas e difíceis.Aliás,ele foi meu padrinho de casamento e quando contei sobre minha gravidez,ele disse algo que me emocionou muito: "Você não sabe o quanto eu orei para você engravidar" e acho que não seria justo escolher outra pessoa.Mas daí seria ele e quem...? Ele é solteiro ainda.

E a madrinha G-zuis,quem vai ser? Não tenho amigas para qual confie esse cargo,e as mulheres da família(tanto minha quanto dele) são bem afastadas de nós,não quero simplesmente chamar parentes por serem parentes,muito menos aquelas pessoas que quase não acompanharam a gravidez.Então ainda estou na dúvida, e quero decidir antes do nascimento, mesmo porque a pessoa pode recusar o convite neh?

Padrinhos e madrinhas de consagração o Eduardo tem muitos, o que facilita muito a relação com as pessoas que não forem chamadas para batizarem. Para quem não sabe, padrinhos de Consagração é um ato de devoção que acontece no fim da celebração. Não faz parte do sacramento do batismo, mas é tão importante quanto.

Pois bem,durante a gestação,venho percebendo que existem pessoas perto de mim que não se importam muito, não ligam, não ajudam, estão sempre ocupados. De uma certa forma as pessoas estão perdendo muito com a correria do dia a dia e se afastando das pessoas e de algumas relações que parecem se perder no tempo.Então,já sei quem não devo convidar para ser a madrinha.

Por enquanto,ainda tá aquela “pendência” da escolha da madrinha que quero logo definir,afinal,o tempo tá passando e eu quero convidar de um jeito especial e com mimos né ;)

E pra você,como foi a escolha?

Beijos
Luh 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Não retire os créditos - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo